Doria anuncia reajuste de 5% para servidores penitenciários e policiais
Em coletiva de imprensa, governador de São Paulo também anunciou uma série de benefícios às polícias
Postado em : 30/10/2019



O reajuste alcança 280 mil pessoas, entre servidores da ativa e aposentados. O impacto no orçamento será de cerca de R$ 1,5 bilhão por ano. Foto: Governo do Estado de São Paulo.

 

 

Por Lucas Mendes

 

 

O Governador de São Paulo, João Doria (PSDB) anunciou na tarde desta quarta-feira (30) um reajuste de 5% aos agentes penitenciários, agentes de escolta e vigilância penitenciária, policiais civis, militares e corpo de bombeiros.

Além do reajuste, também foi divulgado uma série de benefícios aos policiais.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa que contou com a presença do vice-governador, Rodrigo Garcia (DEM), dos secretários da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, da Administração Penitenciária, Nivaldo Restivo, e da Segurança Pública, João Campos e de deputados estaduais.

O último reajuste no salário dos agentes prisionais ocorreu no início de 2018, com índice de 3,5%. Policiais receberam 4% de reajuste na ocasião. Antes desse aumento, o funcionalismo público de São Paulo ficou 3 anos sem qualquer alteração no salário.

Conforme informou o governador, o reajuste alcança 280 mil pessoas, entre servidores da ativa e aposentados. O impacto no orçamento será de cerca de R$ 1,5 bilhão por ano.

 

 

As medidas passam a valer a partir de 1º de janeiro de 2020, e o reajuste ainda precisa ser aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). O governador prometeu o reajuste anual às carreiras da segurança do Estado, inclusive agentes do sistema penitenciário.

"Aguardamos o envio do projeto de reajuste para a Alesp", afirma o presidente do SINDCOP, Gilson Pimentel Barreto. "Vamos trabalhar para conseguir as gratificações que foram propostas para as políciais, a fim de que sejam estendidadas aos servidores do sistema penitenciário também. Vamos procurar os deputados e trabalhar os pedidos de emendas", completa.

Benefícios

Os benefícios divulgados pelo governador valem para os policiais. As carreiras passam a ter direito à assistência jurídica gratuita para casos ocorridos no exercício da função, ao adicional de insalubridade reconhecido pelo Estado e à equiparação do auxílio alimentação ao teto disponível.

O programa de bonificação por resultados dos policiais também foi ampliado, passando de 5 para 6 bônus por ano.

Em sua fala, o governador voltou a citar o tema da privatização de presídios, informando que em dez meses de governo, o secretário Restivo já fez três viagens internacionais. Doria citou a privatização, concessão e outros modelos administrativos de presídios entre as capacitações pelas quais passou o secretário no exterior.

“Durante quatro anos de governo nós promoveremos melhorias para a polícia civil, polícia militar, corpo de bombeiros e agentes do sistema prisional. Esse é um compromisso de governo que nós começamos a cumprir. A polícia de São Paulo hoje já é a mais bem equipada do pais, tem as melhores armas e melhores equipamentos”, discursou Doria durante a coletiva.

 

 





Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.