SINDCOP avança na luta pela Polícia Penal

Postado em : 12/02/2019



O projeto da Polícia Penal (PEC 372/2017) recebeu nesta terça-feira (12) o primeiro requerimento de 2019 para inclusão na Ordem do Dia do plenário da Câmara dos Deputados.

Representantes do SINDCOP conseguiram o requerimento do deputado federal Luiz Flávio Gomes (PSB/SP). Cumprindo agenda nos gabinetes da Câmara em Brasília, o SINDCOP recebeu apoio do deputado, que declarou total concordância à proposta da Polícia Penal.

O requerimento assinado hoje é o primeiro desde o fim da intervenção Federal federal no Rio de Janeiro, que terminou dia 31 de dezembro de 2018. Durante a vigência da intervenção não era possível discutir nem votar qualquer alteração na Constituição Federal, como é o caso da PEC 372/2017 (Proposta de Emenda à Constituição).

 

Deputado Luiz Flávio assina requerimento

 

Durante a conversa do deputado com representantes do SINDCOP ele rechaçou a ideia de privatização do sistema penitenciário paulista, proposta pelo governador João Doria (PSDB).

Luiz Gomes também se comprometeu a conversar com Rodrigo Maia, presidente da Câmara, sobre a possibilidade de levar a proposta para votação em plenário.

A PEC da Polícia Penal já foi aprivada por unanimidade no Senado Federal e está pronta ser votada no plenário da Câmara. 

Mais apoio

Na manhã desta terça o deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB-SP) também declarou apoio à causa dos servidores penitenciários. Agostinho ainda defendeu uma reforma da Previdência que seja justa aos trabalhadores.

O SINDCOP está desde domingo (10) em Brasília, articulando apoio com deputados e senadores pela aprovação da Polícia Penal e contra a privatizaçãodo sistema penitenciário.

Até o momento foram protocolados 68 ofícios nos gabinetes de deputados paulistas e 3 nos gabinetes dos senadores de São Paulo.

 





Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.