SINDCOP proporciona atendimento psicológico on-line durante pandemia
coronavírus, o sindicato passou a atender filiados e dependentes virtualmente
Postado em : 01/02/2021



Carlos Vítolo

Imprensa SINDCOP

 

Em tempos de pandemia, provocada pelo novo coronarírus, causador da Covid-19, as psicólogas do SINDCOP se viram diante de um desafio: os atendimentos, até então naturalmente sempre realizados de forma presencial, passam a ser feitos virtualmente.

A mudança se fez necessária em virtude das restrições adotadas pelas medidas de isolamento social, para combater a disseminação do novo coronavírus, na quarentena decretada pelo governo de São Paulo, desde 24 de março do ano passado, nos 645 municípios do Estado.

De acordo com um relatório apresentado ao SINDCOP pelas psicólogas que atendem aos filiados e dependentes, o atendimento psicológico on-line é uma “forma de amenizar o sofrimento causado pelo confinamento”. Conforme o documento, as psicólogas não mediram esforços em enfrentar e proporcionar acolhimento aos filiados e dependentes. “Esses atendimentos estão sendo fundamentais para os pacientes adquirirem o equilíbrio emocional para vencer a depressão, a ansiedade e o medo”, relata o texto.

As psicólogas destacam que a demanda dos atendimentos presenciais era bem maior, “talvez por que as pessoas não se sentem a vontade e confiantes com o atendimento online, não possuindo em sua casa uma privacidade adequada e necessária, já que a maioria dos familiares também estão confinados em suas casas. Muitos disseram que preferem aguardar o atendimento presencial”, aponta o relatório.

No último dia 27, o presidente do SINDCOP, Gilson Pimentel Barreto, realizou uma reunião virtual com as psicólogas. O SINDCOP atualmente possui oito profissionais que prestam atendimento nas subsedes de Campinas, São José do Rio Preto, Pirajuí, Presidente Prudente, Dracena, Presidente Venceslau e Ribeirão Preto, além da sede de Bauru. Em virtude de outros compromissos, cinco participaram da reunião.

Segundo o presidente, foram apresentadas várias ideias e projetos, com o objetivo de dar suporte à saúde mental dos filiados e dependentes. Entre as sugestões, algumas ferramentas de suporte emocional e psicológico, como lives, vídeos e artigos, com temas variados que envolvam a questão da saúde mental, disponibilizados por meio das redes sociais do SINDCOP.

 

  • FILIADOS DESTACAM IMPORTÂNCIA DO ATENDIMENTO

Filiados do SINDCOP que já passaram pelo atendimento psicológico on-line durante a pandemia, destacam a importância da prestação de serviço.

Um dos filiados, em mensagem pelo aplicativo WhatsApp, destaca: “a terapia nessa pandemia, me proporcionou equilíbrio emocional, foi uma ferramenta preciosa, que evitou que minha depressão e ansiedade tomassem conta de mim! Ter a opção da vídeo chamada, foi de grande valia, evitou que tivesse que me ausentar de casa! Apreciei bastante essa opção! Seria muito bom, se a população tivesse acesso ao profissional da psicologia, mas sabemos os entraves na saúde pública, mas me sinto contente de uma entidade de classe: oferecer um atendimento psicológico de alta qualidade! Agradeço ao Diretor do SINDCOP, Sr. Gilson, e a essa excepcional terapeuta, Sra. Simaria!”, descreve a mensagem.

Outro filiado, em mensagem de áudio, também aponta a importância do atendimento. “Quero fazer um comentário sobre a relevância do serviço psicológico prestado pelo sindicato, na pessoa da Dra. Aline. Acho muito importante porque o agente penitenciário, agora policial penal, ele passa por situações que muitas vezes não exige dele o desgaste físico, mas sempre o psicológico, o psíquico, mental. [...] esse tipo de profissional, o psicólogo, como o SINDCOP tem nos prestado, aqui em Presidente Prudente, na pessoa da Dra. Aline, é muito importante, porque ajuda não somente o profissional, mas também os seus familiares, que acabam de uma forma direta, ou até indireta, recebendo uma parte dessas mazelas que o profissional carrega. Então, acho muito importante que se mantenha esse serviço, uma prestação de socorro, um S.O.S, porque várias doenças sinalizam, dão sinal [...] mas as doenças que agem no processo mental, no psíquico elas podem as vezes não sinalizarem de forma clara, e muitas vezes só a luz de um olhar clínico de um profissional pode ser identificado o que está realmente acontecendo. [...] Meus elogios à entidade SINDCOP e à profissional Dra. Aline que faz um trabalho de grande relevância”, disse o filiado do SINDCOP.    

 

  • SERVIÇO:

Os filiados que precisarem de atendimento psicológico on-line devem entrar em contato com as subsedes de Campinas, São José do Rio Preto, Pirajuí, Presidente Prudente, Dracena, Presidente Venceslau e Ribeirão Preto, além da sede de Bauru. É importante destacar que, a agenda Dracena é controlada pela subsede de Presidente Prudente, tendo em vista que a parceria prevê o atendimento na própria clínica da psicóloga.

 





Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.